As 10 Melhores SÉRIES da Atualidade – Que Ainda Estão no Ar

As 10 Melhores SÉRIES da Atualidade – Que Ainda Estão no Ar

Nota:

Recentemente, fizemos uma lista com as 10 Melhores Séries de Comédia da Atualidade – lista que você pode conferir ao fim deste parágrafo. Continuando nossa odisseia de ranquear os melhores programas televisivos do momento, seguimos agora para a categoria de drama. Bom, antes talvez seja melhor explicar nossas regras para que não haja (muita) reclamação.

As 10 Melhores Séries de Comédia da Atualidade - Que Ainda Estão no Ar

Primeira: como as séries de comédia já foram escolhidas, não consta nesta matéria nenhuma série que possa ser considerada de humor. Para tal, verifique a outra lista no link acima. Segunda: assim como na lista das séries de comédia, é imprescindível que o programa ainda esteja no ar, que ele ainda esteja exibindo novos episódios, que esteja no meio de sua mais recente temporada ou que já tenha data de estreia para um próximo ano (ou ao menos a promessa). Ou seja, precisa ser um programa novo e que não tenha terminado. E terceira: enquadra-se na categoria “drama”, todos os gêneros que não sejam a comédia. Exemplo: suspense, ficção científica, terror, aventura, policial, e por aí vai.

Entendidos? Ah, o último aviso. Usamos como base os votos do grande público no IMDB, o maior banco de dados de filmes na rede. Portanto, esta não é uma escolha pessoal, nem da equipe do site ou de qualquer veículo especializado, mas sim escolhidos por você, o espectador. Vamos lá e como sempre deixe seus comentários dizendo se concorda com as escolhas e quais são as suas preferidas.

10 | Peaky Blinders




A primeira série da lista é também a mais desconhecida do grande público aqui no Brasil. Com o subtítulo nacional “Sangue, Apostas e Navalhas”, a série foi ao ar em 2013 e soma um total de quatro temporadas, com a quinta prometida ainda para 2018. Criada por Steven Knight (roteirista de Senhores do Crime), a série britânica narra a trajetória de uma família de criminosos, vivendo em Birmingham, na Inglaterra de 1919.

O clã é comandado por Tommy Shelby, papel de Cillian Murphy. Em alguns dos episódios temos participações de gente como Tom Hardy, Sam Neill e Annabelle Wallis, por exemplo. Aqui, cada temporada tem apenas 6 episódios. Desde sua estreia, a série só não foi exibida no ano de 2015. O programa é exibido pela BBC no Reino Unido. No Brasil, todas as quatro temporadas podem ser encontradas na Netflix.

09 | Cobra Kai

Como o coração cinéfilo fica alegre em ver esta série na lista das mais abraçadas pelo grande público. Trata-se de uma continuação televisiva dos filmes oitentistas Karatê Kid, o que por si só já é um baita serviço para os nostálgicos, amantes de tudo anos 1980.

Mas não bastaria ser uma grande homenagem, se não fosse consistente e de qualidade. Cobra Kai surpreende positivamente, sem demagogia saudosista. Criada por Robert Mark Kamen, o seriado revisita os queridos personagens Daniel LaRusso (Ralph Macchio), o Daniel San, e Johnny Lawrence (William Zabka), seu rival na adolescência.

Crítica | Cobra Kai 1ª Temporada – 34 anos depois de Karatê Kid e o mundo mudou bastante

O legal do programa é ver como estes personagens saídos diretamente de 1984 são inseridos no contexto atual do mundo, e como suas ideologias são subvertidas. Não existe mais mocinho e vilão claros, esses papeis são trocados a cada guinada do roteiro. Fora isso, a série é a primeira investida da plataforma Youtube Red, e conta com produção de Will Smith.

Sua primeira temporada com 10 episódios foi ao ar em maio deste ano. A segunda é prometida para 2019.

08 | Westworld

Fosse apenas por sua primeira temporada, a série de ficção científica talvez estivesse melhor posicionada. No entanto, é inegável que sua popularidade caiu depois de uma segunda temporada que não teve o mesmo apelo junto ao grande público.

Criada por Jonathan Nolan (irmão do cineasta Christopher Nolan) e Lisa Joy, a série é baseada no filme homônimo de 1973, escrito e dirigido por Michael Crichton. Na trama passada no futuro, um parque simula o velho oeste para ricos visitantes, que podem viver experiências únicas ao interagir com criaturas artificiais providas de inteligência.

Westworld: Confira nossa crítica do episódio final da 2ª temporada - Nota 10

O seriado grandioso e cinematográfico, que expande os conceitos de sua obra original, tem tarimba de sobra na frente e atrás das câmeras. A produção é de J.J. Abrams e o elenco é encabeçado por Anthony Hopkins e Ed Harris. A série da HBO estreou em 2016 e exibiu sua segunda temporada, igualmente com 10 episódios, este ano. A terceira temporada é prometida para 2020. As duas temporadas estão disponíveis no acervo da HBO.

07 | House of Cards

A série com mais temporadas até o momento na lista por pouco não ficou fora de nosso ranking. Acontece que a polêmica do seriado acabou vazando para fora das telas com o caso de escândalo de abuso sexual envolvendo o protagonista Kevin Spacey – que havia reinventado sua carreira com o programa e adquirido muito prestígio.

Assim, House of Cards anunciou sua sexta e última temporada para este ano, sem Spacey. A série estreou em 2013 como a primeira produção original da Netflix. Com produção de David Fincher, o programa, criado por Beau Willimon, é levemente baseado numa produção britânica homônima – que durou bem menos – e narra as tramoias e corrupção de políticos dentro do governo americano.

A nova temporada trará a personagem de Robin Wright à frente da trama.

06 | Stranger Things

Primeira série da lista (e única) com forte apelo aos jovens e crianças. Esse sucesso inesperado é criação de dos irmãos Mark e Ross Duffer, e tem o cineasta Shawn Levy como um dos produtores. Mais uma vez, o mote aqui é a nostalgia, servindo como uma viagem no tempo de volta aos 80´s e para as produções cinematográficas da época.

Crítica | 2ª temporada de Stranger Things tem humor, suspense e muita nostalgia

Funcionando como forte homenagem ao tipo de entretenimento da época citada, Stranger Things utiliza de ficção científica, fantasia, comédia, aventura e terror para compor sua miscelânea nerd/geek. Não por menos, uma das estrelas do programa é a musa da década, Winona Ryder. Ah, sim. Não podemos esquecer as crianças fofas, como a Eleven de Millie Bobby Brown, para impulsionar a história.

Lançada em 2016, com uma segunda temporada logo no ano seguinte, Stranger Things – outra produção original Netflix – se mostrou um dos grandes fenômenos dos últimos anos. Não é para menos que a o terceiro ano já está agendado para 2019.

05 | Black Mirror

Uma favorita pessoal, Black Mirror é a primeira série de antologia da lista – modelo que serviria bem para programas como Westworld e Stranger Things, por exemplo. Mas esta não é uma série de antologia qualquer dividindo as histórias apenas por temporadas, e funciona mais no estilo de clássicos como Além da Imaginação (1959-1964), Alfred Hitchcock Presents (1955-1962) e Contos da Cripta (1989-1996), com cada episódio tendo seu início, meio e fim.

Crítica | Black Mirror - 4ª Temporada apresenta desgaste

Criada por Charlie Brooker, aqui temos um caso curioso. A série estreou em 2011, exibida pelo canal britânico Channel 4, numa temporada de 3 episódios. A segunda temporada – com 4 episódios – seguiu pelo mesmo caminho. No entanto, após seu término, a série foi cancelada pelo canal inglês, sendo pescada pela Netflix para um terceiro ano em 2016.

Com 6 mini-filmes agora, alguns dos mais elogiados inclusive (como Queda Livre e San Junipero), o programa deixava de ser britânico para se tornar norte-americano. O mote aqui é como a tecnologia dita nossa vida em sociedade cada vez mais, vislumbrando um futuro aceleradamente negativo. A quarta temporada estreou no fim do ano passado, e uma quinta é prometida ainda para este ano.

04 | Fargo

Produzida pelos irmãos Coen e baseada no seu longa homônimo (1996), vencedor do Oscar, a série foi criada por Noah Hawley. Aqui sim, temos uma série de antologia nos moldes mais usuais, onde os arcos se abrem e fecham por temporadas.

Crítica | Fargo 2ª Temporada - Kirsten Dunst enfrenta a Máfia sem descer do salto

O seriado estreou em 2014, e fez uma primeira temporada muito similar ao que tínhamos no longa-metragem. O legal é a quantidade de referências contidas ao longo das temporadas, que os fãs do cinema dos Coen podem notar. Na primeira, temos Martin Freeman e Billy Bob Thorton fazendo um jogo perigoso. Na segunda, de 2015, é Kirsten Dunst quem está além de sua capacidade ao se meter com a máfia, enquanto Patrick Wilson investiga. E na terceira, de 2017, temos Ewan McGregor em papel duplo.

A quarta temporada já foi anunciada para 2020 e trará Chris Rock como protagonista. Todas as três temporadas estão disponíveis na Netflix.

03 | True Detective

Série de suspense policial, o programa foi criado por Nic Pizzolatto e foi ao ar originalmente em 2014. Na época, tínhamos um Matthew McConaughey recém-saído de sua indicação, seguida de vitória, no Oscar. O Seriado da HBO inicialmente era visto como uma minissérie de oito episódios, mas se mostrou um programa de antologia, que descortina a vida de oficiais da polícia e seus casos.

A série barra-pesada e filosófica retratava uma dupla de investigadores bem diferentes (McConaughey e Woody Harrelson) na pista de um serial killer numa comunidade rural. Elogios não faltaram. E no ano seguinte, em 2015, o hype não poderia estar maior para a segunda. Por se tratar de uma antologia, a trama foi levada para Los Angeles, com outros personagens (desta vez três policiais: Rachel McAdams, Colin Farrell e Taylor Kitsch).

O resultado, digamos, insatisfatório da segunda temporada minou por alguns anos os planos para uma terceira. Mas ela finalmente sairá agora, em janeiro de 2019, quase quatro anos após a segunda. Desta vez, Mahershala Ali (outro vencedor do Oscar) é quem protagoniza como um investigador desvendando crimes nas montanhas Ozark.

02 | Sherlock

Esta reimaginação do clássico detetive Sherlock Holmes, criada por Mark Gatiss e Steven Moffat, traz o personagem para a Londres moderna, ao lado de seu fiel escudeiro, o médico Watson. Benedict Cumberbatch é o protagonista e Martin Freeman vive o Doutor.

O interessante desta série britânica da BBC é o seu formato. A primeira temporada, com apenas 3 episódios (com quase 1h30min de projeção), data de 2010 – com um episódio piloto não exibido na época indo ao ar em 2011. Depois disso, a segunda temporada, com mais 3 episódios, chegou em 2012. A terceira, estreou no fim de 2013 e seguiu pelo início de 2014 – com quatro episódios. E a quarta (e última até o momento) foi ao ar no fim de 2016, e seguiu pelo início de 2017.

Por pouco também não cortamos a série da lista, mas precisamos lembrar que esta é quase uma série bissexta. Além disso, uma quinta temporada, ainda nebulosa, vem tomando forma – porém, ainda sem data de estreia definida.

01 | Game of Thrones 

Assim como House of Cards, quando fizermos esta lista no ano que vem, duas vagas estarão abertas. Criada por David Benioff e D.B. Weiss, baseada nos livros épicos medievais de fantasia de George R.R. Martin, o programa da HBO estreou em 2011, o que faz dele um dos mais antigos da lista, com dez episódios da primeira temporada.

Crítica | Game Of Thrones 07x07 – The Dragon and The Wolf

Depois de seis temporadas corridas, sendo uma por ano desde 2011, tivemos a primeira mudança na sétima temporada, de 2017, que exibiu apenas sete episódios ao invés de dez. Além disso, pela primeira vez em seu cronograma, Game of Thrones pulou o ano de 2018, deixando os fãs órfãos para finalmente assistirem a seu desfecho.

A oitava e última temporada, de uma das séries mais emblemáticas da atualidade (a mais querida pelo grande público), irá ao ar em 2019 e terá apenas seis episódios. Isso que é tensão.

BÔNUS:

Sacred Games

Conhecida no Brasil como Jogos Sagrados, esta série indiana, lançada este ano, é uma produção da Netflix e encontra-se na plataforma. Baseada no livro de mesmo nome do escritor Vikram Chandra – lançado em 2016 – a série foi adaptada por Varun Grover, Smita Singh e Vasant Nath.

O programa acompanha um policial honesto em sua caçada por um líder criminoso, que guarda segredos sobre os planos da destruição em massa de Mumbai. A série é elogiadíssima e seus oito episódios podem ser encontrados na Netflix Brasil.

No entanto, como ainda não existem planos ou qualquer informação sobre uma possível segunda temporada – embora não seja dito se tratar de uma minissérie igualmente -, o programa não foi incluído entre os dez da lista.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c