Em 2016, a Walt Disney Studios lançava uma das animações mais aclamadas de seu império cinematográfico – a adorada e irretocável Zootopia – Essa Cidade é o Bicho’.

A narrativa nos transportava para uma realidade alternativa em que os animais haviam evoluído para seres totalmente racionais, vivendo pacificamente em sociedade e deixando para trás a barbárie da organização presa-predador dos “tempos medievais”. Trazendo para o centro dos holofotes Judy Hopps (Ginnifer Goodwin), uma coelha policial que decide proteger os mais fracos e lutar contra a maldade que se esconde no mundo, a narrativa é centrada na cidade titular e nos mistérios e conspirações que se escondem em sua magnífica imponência.

Desiludida com o trabalho, Judy cruza caminho com o golpista Nick Wilde (Jason Bateman), uma raposa vermelha que se torna seu parceiro e, futuramente, um amigo próximo, para descobrirem o motivo dos predadores estarem voltando ao seu estado primitivo.

A animação, tenha sido por sua técnica, por suas mensagens e até mesmo pela química entre os personagens, foi aplaudida pela crítica especializada e pelo público, levando para casa inúmeros prêmios – incluindo um Oscar, um Globo de Ouro, um Annie Award e um Critics’ Choice Award.



Em celebração ao recente aniversário de cinco anos desde sua estreia nos cinemas brasileiros (e relembrando que a vindoura série derivada chegará ao Disney+ em breve), o CinePOP separou uma breve lista com dez curiosidades sobre o filme.

Confira:

UNIVERSO ALTERNATIVO

Originalmente, o longa-metragem seria focado no charmoso e pilantra Nick Wilde. Entretanto, após os testes de audiência demonstrarem que o público não conseguia se conectar com ele emocionalmente, a história foi alterada e recanalizada para Judy Hopps, que havia caído no gosto popular.

Aproveite para assistir:





REFERÊNCIAS POP

Em sua viagem de trem à Zootopia, antes de Judy apertar o play para ouvir à popstar Gazelle (dublada por Shakira), os outros artistas incluídos em sua lista de música incluem: The Beagles, Hyena Gomez, Kanine West, Catty Perry, Ewe 2 e outros. Todos eles fazem referências a icônicos cantores e bandas mundialmente famosos (respectivamente, a Os BeatlesSelena GomezKanye WestKaty PerryU2).

A QUÍMICA DO MAL

Os vilões assistentes Woolter e Jesse foram modelados como homenagem a Walter e Jesse, os dois personagens principais da aclamada série de drama ‘Breaking Bad’. Além dos figurinos e do modo de agir, até mesmo o esconderijo das ovelhas é parecido com o dos traficantes.

MUDANÇAS RADICAIS

Nas primeiras versões do roteiro, Nick seria o filho de um alfaiate e, dessa forma, se vestiria sempre com terno e gravata – enquanto o amigo, Finnick, usava a camisa havaiana. Com a mudança do foco narrativo, não apenas o papel de Finnick foi drasticamente remodelado, como Nick ganhou a vestimenta para deixá-lo mais relaxado e preguiçoso.

ANJOS DE ZOOTOPIA



Vários fãs especularam que Judy Hopps seria uma referência a Judy Hoffs (Holly Robinson Peete), uma das personagens principais da série ‘Anjos da Lei’ (1987). Além dos nomes bastante similares, ambas também são oficiais da justiça que enfrentam discriminação no próprio local de trabalho. Segundo o diretor do filme, Byron Howard, essa é uma “hilária e incrível coincidência”.

OS ANIMAIS COMANDAM

Zootopia é o sexto longa-metragem da Walt Disney a não trazer nenhum personagem humano. A animação é precedida pelos títulos: ‘Bambi’ (1942), ‘Robin Hood’ (1973), ‘O Rei Leão’ (1994), ‘Dinossauro’ (2000) e ‘O Galinho Chicken Little’ (2005).

DOUTOR BOGO

Quando Judy Hopps consegue um emprego em Zootopia, ela logo passa a fazer parte da delegacia de polícia comandada pelo Chefe Bogo, um búfalo africano que foi dublado por ninguém menos que Idris Elba. Entretanto, antes de Elba viver o personagem, o papel havia sido oferecido a Benedict Cumberbatch (que estrelou ‘Doutor Estranho’ no mesmo ano).


DITADOS POPULARES

No final do filme, quando Chefe Bogo está entregando as missões para seus agentes, um conhecido ditado popular é trazido à vida: quando requisitados para se disfarçarem, um dos oficiais, que é um lobo, se disfarça de ovelha – aludindo à frase “um lobo em pele de cordeiro”, um conselho de cuidado em quem confiar.

JUDY, A CONFIANTE

A equipe de animação decidiu pintar os olhos de Judy de roxo em virtude do restante de seu pelo, que era cinza e que a deixava muito monótona para uma personagem principal. O roxo foi escolhido para representar sua personalidade energética e otimista.

SENSAÇÃO VIRAL

Os dois vizinhos insuportáveis de Judy, que constantemente mandam a si mesmos calar a boca, fazem referência às infames gravações “cale a boca, homenzinho”. As fitas foram uma sensação viral pré-internet, nas quais dois companheiros de quarto capturavam áudios de seus vizinhos e, eventualmente, sempre terminavam as gravações mandando um ao outro ficar quieto.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva